O que diz a Bíblia sobre humildade?

Resposta: a Bíblia descreve a humildade como mansidão, humildade e ausência de si mesmo.

A palavra grega traduzida “humildade” em 3:12 e em outros lugares significa literalmente “humildade da mente”, então vemos que a humildade é uma atitude do coração, não apenas um comportamento externo. Pode-se colocar em uma demonstração externa de humildade, mas ainda tem um coração cheio de orgulho e arrogância. Jesus disse que aqueles que são “pobres em espírito” teriam o Reino dos céus (Mateus 5:3).

Ser pobre em espírito significa que somente aqueles que admitem uma falência absoluta do valor espiritual herdarão a vida eterna. Portanto, a humildade é um pré-requisito para o cristão.

Quando chegamos a Cristo como pecadores, devemos vir em humildade. Reconhecemos que somos indigentes e mendigos que vêm com nada para oferecer-lhe, mas o nosso pecado e nossa necessidade de salvação.

Reconhecendo nossa falta:

Reconhecemos nossa falta de mérito e nossa total incapacidade de nos salvarmos. Então, quando ele oferece a graça e a misericórdia de Deus, nós o aceitamos em humilde gratidão e entregamos nossas vidas a ele e a outros.

Nós “morremos a si mesmos” para que possamos viver como novas criações em Cristo (2 Coríntios 5:17).

Nós nunca esquecemos que ele trocou nossa inutilidade por seu valor infinito, nosso pecado por sua justiça, e a vida que vivemos agora, vivemos pela fé no filho de Deus que nos amou e se entregou por nós (Gálatas 2:20). Essa é a verdadeira humildade.

A humildade bíblica

Não é apenas necessária para entrar no Reino, mas também é necessário ser grande no Reino (Mateus 20:26-27).

Aqui Jesus é o nosso modelo. Assim como ele não veio para ser servido, mas para servir, por isso devemos comprometer-nos a servir os outros, considerando os seus interesses acima dos nossos (Filipenses 2:3). Esta atitude impede a ambição egoísta, a vaidade, e a contenda que vem com autojustificação e auto-defesa.

Jesus não tinha vergonha de se humilhar como servo (João 13:1-16), até mesmo à morte na Cruz (Filipenses 2:8). Em sua humildade, ele sempre foi obediente ao pai e assim deve o cristão humilde estar disposto a pôr de lado todo o egoísmo e submeter-se em obediência a Deus e sua palavra. A verdadeira humildade produz piedade, contentamento e segurança.

A promessa de Deus

Deus prometeu dar graça aos humildes, enquanto ele se opõe ao orgulho (Provérbios 3:34; 1 Pedro 5:5). Portanto, devemos confessar e colocar de fora o orgulho. Se nos exaltarmos, nos colocaremos em oposição a Deus que, em sua graça e para o nosso próprio bem, nos humilhe.

Mas se nós nos humilharmos, Deus nos dá mais graça e nos exalta (Lucas 14:11). Junto com Jesus, Paulo também será nosso exemplo de humildade. Apesar dos grandes dons e compreensão que ele tinha recebido, Paulo viu-se como o “menor dos apóstolos” e o “chefe dos pecadores” (1 Timóteo 1:15; 1 Coríntios 15:9).

Como Paulo, a glória verdadeiramente humilde na graça de Deus e na Cruz, não na Justiça (Filipenses 3:3-9).

Veja esse conselho sobre humildade que Caio Fabio dá nesse vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *